Avanços na sustentabilidade da cooperativa

Avanços na sustentabilidade da cooperativa

A CRED-UFES vem vivendo uma fase de resultados expressivos e avanços promissores. É uma instituição sólida, que gera lucro e que pode dar aos cooperados todo o apoio financeiro que precisam. Para chegar a este resultado, foram decisivos o empenho, a dedicação e a transparência da gestão, além de uma participação ativa dos cooperados.

Em entrevista, o diretor-presidente da cooperativa, Jurandir Pereira Carvalho, aponta o panorama da cooperativa no primeiro semestre de 2019 e no último ano.

Quais os destaques da cooperativa nos últimos meses?

Em ordem cronológica, do ano passado para cá, tivemos a alteração do Estatuto Social, aprovada em assembleia e pelo Banco Central (Bacen). As principais mudanças no documento contemplam a admissão de servidores da Ebserh, empregados de Sindicatos e Associações da Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes), redução do mandato para três anos e limitação para uma reeleição. Tivemos também a transferência de nossa sede para o Posto de Atendimento Cooperativo (PAC) CBM. Nessa mudança, foi realizada a reforma do PAC Centro de Vivência e dos totens da cooperativa. Em junho, nos desligamos da Cecoop, como forma de melhorar o resultado econômico-financeiro da cooperativa.

A instabilidade econômica do país refletiu na
CRED-UFES?

Apesar do panorama econômico conturbado, estamos registrando resultados positivos. O fechamento de 2018 foi igualmente positivo, com um Resultado Operacional de R$ 445.097,73 e destinações legais na ordem de R$ 123.437,88. Outro aspecto que nos alegrou foi a disponibilização de R$ 162.828,00 em sobras para definição da Assembleia Geral Ordinária, realizada em 25 de abril, que decidiu pela continuação da distribuição conforme vem sendo feita em exercícios anteriores, com base nas operações de empréstimos.

O que você espera para o futuro da cooperativa?

Com muito trabalho e planejamento, conseguimos mudar a situação da cooperativa e ainda dar retorno para o cooperado. Valorizar o capital social é uma iniciativa importante e um anseio do cooperado, pois reconhece quem investe na cooperativa e demonstra que estamos seguindo no caminho justo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *